Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Qui | 29.11.18

Sobre as mamas da outra...

womanyzing

Já não há paciência, para mulheres que se alimentam de "falsas polémicas" sobre o seu corpo, para terem mais notoriedade na sociedade.

Isto foi uma "moda" que começou com a Jessica Athayde, que graças aos comentários dos "haters" conseguiu um lugar ao sol entre as "instagramers" mais populares do país. No final, ela deveria agradecer a quem a chamou de "gorda" porque graças ao aproveitamento (muito inteligente) que fez da questão, conseguiu uns quantos patrocínios e uma legião de fãs.

O problema é que tudo isto virou moda, e anda tudo desejoso que seja feito um comentário sobre o seu aspeto físico, para tentarem aproveitar para cair nas "graças do povo".

Continuo a dizer, que esta nova geração de "feministas", não passa de uma farsa, mascaram-se de defensoras das mulheres e dos "supostos" direitos das mulheres, aproveitam todas as "polémicazinhas", para dar um ar de sua graça, quando no final de tudo, querem apenas e só fama...

Parece que de repente as mulheres têm de ser todas muito amigas e defenderem-se incondicionalmente, mesmo que não estejam corretas. Parece que o facto de nascer mulher, nos confere o poder da "santidade" e da "razão". Deixamos de ser boas ou más, gordas ou magras, bonitas ou feias, burras ou inteligentes para sermos apenas e só mulheres. E a primeira mulher que atire uma pedra a outra mulher está tramada...

Juntam-se as "outras" todas indignadas, para defender amiga, que tem as mamas grandes!! A sério que não há paciência... Deviam pensar muitas vezes antes de andarem por aí a dizer que nos devemos aceitar como somos e que somos todas maravilhosas.

Parece que elas não passam a vida no ginásio, a fazer tratamentos e cirurgias, a utilizarem a melhor maquilhagem e a serem as melhores amigas dos cabeleireiros.

Nada contra, juro que não, eu sou totalmente apoiante de quem trata de si, isso sim é o mais importante, acho sempre que devemos promover a melhor versão de nós próprios, quer seja física ou intelectual.

Acho que devemos lutar para sermos melhor todos os dias, não em busca da perfeição, porque nesta altura do campeonato, já todos percebemos que não existe, mas na procura do que é ideal para nós.

Se estamos gordas e não nos sentimos bem, não é por alguém nos chamar gorda e mil pessoas dizerem que não se chama gorda e que temos de nos aceitar e mais umas quantas frases feitas, que vamos ficar mais magras, ou nos vamos sentir melhor com o nosso peso...

Meus amigos, ninguém dá nada a ninguém e o caminho para sermos felizes tem de ser traçado por nós próprios, mudar hábitos de vida, aceitar que não estamos no caminho certo, não é fácil, mas é uma decisão que só pode ser tomada por nós!

Relativamente às mamas da Júlia Palha, foi um aproveitamento notório de um comentário, como tantos outros que a Joana Latino costuma fazer. As maminhas da Júlia estão bem e acho muito bem que as exiba com orgulho e pode ser que com esta "polémica" a Intimissimi, ainda faça um soutien com o seu nome!!! 

transferir.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.