Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Ter | 01.04.14

Meriquices 3#

womanyzing
Gostava de ser como muitas mulheres que vivem e acreditam no amor na sua forma mais pura e inocente. Podem chamar-lhes tontas, burras ou parvas mas acredito sinceramente que vivem muito mais felizes!
Afinal têm sempre a expectativa de encontrar o "tal" e não existe coisa pior do que não criarmos expectativas em relação a alguém!
Acredito sim que já todas acreditamos no amor, umas mais que outras, umas no príncipe encantado, outras no Ken, as mais crentes e possivelmente em crianças acreditaram no monstro que se transforma num lindo príncipe (culpa da Disney que nos engana desde pequenas).
Eu mesmo acreditando, sempre fui mais para o lado do sapo ou na melhor das hipóteses do Action Man ( convínhamos que já na altura era esperta, afinal tem um ar muito mais másculo e mais forte que o Ken)!
Com o passar dos anos e com as experiências vamo-nos tornando mais racionais e mais frias a mostrar os nossos sentimentos, pelo menos já não entregamos o nosso coração de mão beijada ao primeiro artista que nos aparece à frente. Tudo isto não nos torna necessariamente mais inteligentes ou mais parecidas com os homens, porque o sentimento, esse continua lá e vai-se desenvolvendo mesmo por trás da armadura, escudo ou barreira que montamos!
Dizemos não nos querer ligar, não querer relacionamentos sérios, que somos independentes dos homens e dos seu afectos, mas quando a mascara cai, ai doí!
E doí tanto como àquela "tonta" que acredita no príncipe encantado e no amor eterno. A diferença é que elas (as tontas) choram, gritam, esperneiam e pedem para eles ficarem, e nós (as espertas) deixamo-los ir e choramos em silêncio na esperança que nunca percebam a real importância que tiveram para nós!
Todas diferentes, todas iguais, está no nosso ADN, temos sempre uma "merda" de uma esperança num final feliz, como uma criança de 5 anos tem que o Pai Natal existe!!

2 comentários

Comentar post