Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Qua | 08.06.16

Capazes de quê?

womanyzing

De apontar o dedo? De julgar? Voltámos ao tempo da PIDE onde não se pode ter opinião?

Menos, muito menos nestas atitudes feministas, se criticamos o machismo, lutamos por igualdade de direitos, não podemos ser iguais a esses homens que durante anos nos trataram de forma desigual.

Não podemos achar que por termos criado uma plataforma feminista somos as "donas disto tudo", vestimos fatos pretos e cara "trancada" e saímos por aí a disparar em todas as direções. Quando lançaram a plataforma "Capazes", identifiquei-me logo com o projeto, com os testemunhos dados por mulheres reais que já sofreram com a desigualdade de género. Mas quando fizeram um verdadeiro "arraial" em torno da criminalização do piropo comecei a achar que se estava a tornar um exagero. E é por aí que começam a pecar, que acham que por terem alguma voz na sociedade (que minhas amigas, só vos é concedida pelo facto de serem figuras publicas), acham que são a voz da razão.

São... da vossa razão, mas não pensem que são lei, ou que podem criticar tudo e todos sem esperar um retorno. Refiro-me em concreto à critica da Rita Ferro Rodrigues ao programa Love on Top e à Teresa Guilherme. Não se pode criticar aquilo que não se vê, temos pelo menos de no informar minimamente antes de nos insurgirmos publicamente sobre um assunto.

 O Bruno Marvão (concorrente acusado de exercer violência psicológica), não é flor que se cheire, é machista, acha que mulher que é dele tem de seguir as suas regras, tem de mostrar que o ama, tem de ser submissa, e isso para mim não tem cabimento algum. No entanto ele não obriga ninguém a estar com ele, só se submete a este tipo de relação quem quer, e quem é pior? Ele ou ela? Andreia Silva que se submete a tudo isto, que chora compulsivamente quando sente que o vai perder, que não o larga quando ele diz que não a quer mais?

Que ela tem falta de amor próprio é verdade, que a mãe não goste de ver a filha humilhada publicamente, também concordo, mas atenção a vontade é dela, é maior de idade, tem o seu poder de decisão e é a própria a dizer que tem este tipo de atitudes porque é "doida por ele" e para chamar a sua atenção... Quem é mau aqui?

Não somos "coitadas" por sermos mulheres, sou a favor da igualdade de pessoas de seres humanos, tanto pode acontecer isto com um homem como com uma mulher, por isso não se pode sair por aí a acusar sem saber do que se está a falar.

 

4.jpg

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.