Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Sex | 25.10.13

O amor, estúpido e louco!

womanyzing
Se há palavra que me assusta só de ouvir, é a palavra obsessão. Automaticamente penso naquele olha vidrado das pessoas que olham mas não vêm.
Até me arrepio só de pensar, porque quando nos tornamos obcecados por algo isso deixa de ser saudável, e tudo o que não é saudável faz-nos mal. Acho também que o sentimento que mais próximo está de nos deixar obcecadas é o amor. E podemos nós fugir disso? Não sendo eu uma romântica incorrigível e considerando-me algo racional no que toca ao assunto (para as outras pessoas então, hiper racional) acho que só cai nessa rede quem quer, afinal temos de nos proteger do que nos pode vir a fazer mal. Mas hoje enquanto falava de uma amiga minha, dei por mim a compreender a obsessão dela pelo ex namorado e colocando-me no lugar dela nem consigo imaginar como alguém pode viver tão condicionada por este "amor estúpido e louco". Como é que uma rapariga, bonita, inteligente, amorosa e fofinha (sim assim tipo cutchi cutchi), se pode transformar numa mulher tão vingativa, tresloucada e obcecada com aquele olhar?
Tenho pena, muita pena de não poder entrar naquela cabeça e ajuda-la, mas há coisas e atitudes que só nós próprios podemos tomar para mudar o rumo das nossas vidas...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.