Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Qua | 19.06.13

One Nigth Stand

womanyzing

Concordando ou não, praticando ou não, a verdade é que ninguém fica indiferente a esta temática.

 

A possibilidade de partilhar alguns momentos de prazer, com alguém que não conhecemos, que provavelmente nunca mais iremos ver, atrai até a pessoa mais “pudica” das pessoas (ou que se fazem… mas isso são outros “quinhentos”).

 

Quando no meio de uma noite, com um copo a mais ( são mais dois ou três ), nos deparamos com alguém que sentimos uma química, tipo um pseudo  Aston kutcher  ou uma  pseudo Angelina Jolie, é impossível não termos logo um milhão de pensamentos “pecaminosos”, até porque pode muito bem ser uma oportunidade única.

 

Claro que estas “relações relâmpago” têm os seus prós e os seus contras. Um grande ponto a reter é a expectativa. Controla-a ao máximo e não se pode  acreditar (mesmo)  naquele “amanha ligo-te” . Recordar a noite num todo mas tentar  sempre esquecer  a pessoa em questão, para que na próxima noite não fiquemos com um torcicolo por estarmos a sua procura na disco.

 

Como era de esperar, estas noites únicas, não são bem aceites pela sociedade (hipócrita) e são muito melhor vista no universo masculino (what a new !).

 

Ceder ou não ceder eis a questão !!!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.