Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

womanyzing

"What is done in love is done well " Vicent Van Gogh

Dom | 16.06.13

Paixões Platónicas

womanyzing

Quem não as teve, quem não as tem e quem não as terá?

 

Aquele “crush” que temos por uma pessoa que muitas vezes nem conhecemos ou que vemos duas ou três vezes, poderá ser explicado?

 

Será normal termos uma “paixoneta” por uma pessoa que não conhecemos, ou que apenas sabemos o nome?

 

Eu penso que sim, até porque muitas vezes temos este sentimento por pessoas que sabemos que dificilmente teremos, porque são inacessíveis, tipo Brad Pitt, ou porque são pessoas que apenas vemos 2 ou 3 noites e como ficamos tão envergonhadas que nem temos coragem de dizer “oi”. Na realidade nós desenvolvemos este sentimento tendo um princípio meio e fim, e sim o fim custa, e acontece normalmente quando acordamos deste desvaneio em que vivemos. Não é mentira que para muitas pessoas estas paixões não têm fim, mantendo-se mesmo quando estão numa relação.

 

O pior mesmo é ter uma paixão platónica por alguém que podemos encontrar, e pior ainda, é que perdemos nós tempo antes de adormecer, a fazer mil e um filme na nossa cabeça, (digam lá que não fazem isto?) e quando encontramos essa pessoa novamente… ele está com outra!!

 

Oh my good pior sentimento do mundo, porque nós na realidade sentimo-nos traídas, temos ciúmes e o mais engraçado (que não tem graça nenhuma), a pessoa nem sabe da nossa existência.

 

So wake up… tomorrow is a better day !

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.